Alunos constroem estação meteorológica

Unindo as disciplinas de Física e Geografia, alunos da 1.a série do Ensino Médio construíram uma estação meteorológica dentro da escola. Acompanhados por Fábio Gondo, da equipe de Tecnologia Educacional e pelo professor Carlos Mariz, de Física, e pela Coordenadora de Geografia, Márcia Abdo, os alunos tiveram a oportunidade de aprender, na prática, sobre tecnologia e programação.

IMG_7027

A estação, construída do zero no Band, mede a temperatura, a umidade e a pressão. O plano para os próximos anos é aumentar cada vez mais a quantidade de medidores, deixando as informações geradas mais completas. Além disso, o equipamento é automatizado com um site onde se pode visualizar todos os dados coletados.

IMG_7025

A construção da estação envolveu conhecimentos de programação para a internet, arduíno e eletrônica que foram absorvidos pelos alunos em aulas semanais. “Desenvolver a tecnologia e poder aplica-la em algo que de fato será usado dá outra dimensão para o trabalho”, comentou Mariz.

Os dados coletados serão utilizados nas aulas de Geografia. Assim, de forma prática, os alunos realmente aprendem sobre os fenômenos meteorológicos. “Eles põem a mão na massa. Vivendo o processo, acabam se apropriando dele”, completou Márcia Abdo.

Confira aqui o site http://estacmeteor.colband.net.br/

Band presente em mais uma edição do Masterclass

Pelo sétimo ano consecutivo, o Band participou do Masterclass, evento internacional que conta com a participação de escolas do mundo todo, onde os alunos têm um dia inteiro para aprender e discutir a Física de partículas.
masterclass_2017

Sendo a maioria do 3.o ano do Ensino Médio, os estudantes participaram de palestras sobre o assunto, fizeram uma videoconferência com pesquisadores do CERN (Organização Europeia para Pesquisa Nuclear), que responderam perguntas a respeito de suas pesquisas e a Física de partículas. O evento aconteceu no IFT (Instituto de Física Teórica da UNESP).

Participaram da videoconferência não só escolas de São Paulo, como também de Lyon (França), Debrecen (Hungria), Palaiseau (França) e Osijek (Croácia).

Após a videoconferência, os alunos fizeram uma visita virtual ao LHC e, em seguida, iniciaram a análise de dados reais coletados no Laboratório.

Foi realizada ainda uma exposição com inúmeros experimentos de Física e uma visita a “nuvem” da UNESP, o centro de computação utilizado pelos pesquisadores para suas simulações.

“Eventos como esse são muito importantes para que os alunos interessados estejam em contato com a Física moderna. Além disso, gostaria de ressaltar a excelente preparação que o professor Alexandre Magno oferece aos alunos que desejam comparecer ao Masterclass. ”, comentou o professor de Física que acompanhou os alunos no evento, Gabriel Steinicke.

“Posso dizer que a experiência no Masterclass foi única e engrandecedora. Dentre todas as atividades que participamos, o que mais me chamou atenção foi o tour via videoconferência que fizemos para conhecer o CERN e toda infraestrutura que a organização apresenta.  “, finalizou o aluno Gabriel Paganini.

Band é sede do II Encontro de Física de Partículas

Foi realizado em outubro no Band o II Encontro de Física de Partículas do Ensino Médio. O evento foi inspirado no Masterclass, que conta com a participação do professor de Física Alexandre Magno. O objetivo do Encontro foi ampliar a quantidade de alunos que realizam atividades sobre Física de Partículas.

particulas_1

O evento foi desenvolvido em parceria com o Instituto de Física Teórica (IFT), a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) e a Universidade Federal do ABC. Estiveram também presentes estudantes do Colégio Vera Cruz, Miguel de Cervantes e Oswald de Andrade.

particulas_2

Dentre as atividades do dia, se destacaram a palestra com a Dra. Patrícia Camargo Magalhães (USP), a vídeoconferência com o CERN, a análise dos dados do CERN, orientada pelo professor da UFABC Pedro Galli Mercadante, e a construção de sete câmaras de nuvens com visualização de rastros de raios cósmicos.

particulas_3

“Foi uma oportunidade ótima porque mais alunos puderam participar e discutir sobre um assunto e atual”, comentou o Prof. Magno.

O aluno Júlio Soler, da 3.a série, participou tanto do MasterClass quanto do Encontro de Física de Partículas. “Essas conferências são necessárias para que os alunos desenvolvam um interesse maior por uma parte da física tão diferente daquela estudada em sala de aula”, comentou.

Estudantes são destaque em torneio internacional de Física

O grupo composto pelos alunos do Band, Arthur Okuda, Marcos Schwartz e Marciel Almeida (da 3.a série do Ensino Médio), participou do Young Physicists’ Tournament (Torneio Internacional de Jovens Físicos). Eles conquistaram a medalha de prata na competição na etapa brasileira.

A cada edição, 17 problemas são lançados e os alunos são desafiados a solucionarem. Para tanto, o Laboratório de Física e os professores do Band estiveram à disposição para que o grupo realizasse os experimentos. “Os alunos fizeram relatórios e experiências em um nível de Ensino Superior. O trabalho que foi feito aqui tem grande qualidade”, explicou Marta Rabello, professora de Laboratório de Física.

O grupo misto entrará, em julho, em uma nova fase que será feita no Reino Unido, também conhecida como “a Copa do Mundo da Física”. Os jovens físicos aprofundarão ainda mais a pesquisa feita anteriormente e competirão com outros vencedores das mais diversas nacionalidades.

“A participação auxilia não só no melhor conhecimento do conteúdo e das práticas relacionados à Física, mas também no desenvolvimento de habilidades essenciais como o trabalho em grupo e o debate”, comentou o estudante Arthur. “Além disso, contribui para aproximar o aluno das pesquisas científicas e do uso do método científico, o que é especialmente importante para quem busca seguir carreiras acadêmicas”, completou.

Física de Partículas é tema do Masterclass

Alunos da 3.a série participaram do MasterClass 2013, em parceria com a USP, o Instituto de Física Teórica (IFT) e a Organização Européia para a Pesquisa Nuclear (CERN), em uma atividade relacionada à Física Contemporânea e de Partículas. A atividade tem como principal objetivo introduzir alunos do Ensino Médio a esta vertente da Física que não é tão explorada nos estudos escolares convencionais.

Os alunos foram preparados em aulas especiais para que pudessem interpretar os dados apresentados pelo CERN (responsável pelo maior acelerador de partículas existente) na visita ao IFT. Nesta avaliação, eles analisam as informações profissionalmente, com a mesma rigidez que um físico estuda as milhares de partículas existentes no Universo.

“A oportunidade de vivenciar o dia-a-dia de um pesquisador de partículas elementares é de extrema relevância e muito divertido“, cometa o aluno Guilherme Tavares. “Analisar os dados recolhidos do acelerador de partículas do CERN como um verdadeiro cientista  e conversar por videoconferência com estudiosos do assunto foram as experiências mais marcantes para mim”, completa.

“Percebemos que a adesão tem aumentado muito apesar de esta ser uma parte da Física não muito divulgada. Por isso, estamos pensando em fazer uma edição no Colégio este ano para que todos os alunos possam participar.”, explica Alexandre Magno, professor de Física.